Tecnologia PRONTUÁRIO ELETRÔNICO – POR QUE ESSA NOVIDADE NÃO PEGA

PRONTUÁRIO ELETRÔNICO – POR QUE ESSA NOVIDADE NÃO PEGA

-

O prontuário eletrônico é uma forma prática de reunir os dados dos pacientes num sistema eletrônico, de maneira a reunir as informações obtidas em cada uma de suas consultas, tais como: diagnósticos, tratamentos, resultados, alergias, efeitos colaterais relatados, cirurgias, etc. Uma das principais vantagens é fornecer os diferentes médicos que o atendem toda a história clínica do paciente, para que possam embasar de forma ainda mais precisa seus próprios diagnósticos e tratamentos, independendo, assim, de uma montanha de prontuários, receitas (muitas vezes ilegíveis) e exames em papel. Os dados podem ser acessados por qualquer médico porque ficam armazenados em um único lugar, e esse acesso é identificado e feito mediante senha.

Aparentemente é uma ideia maravilhosa e que tem tudo para dar certo. Entretanto  não é o que se percebe. Os consultórios continuam encomendando suas fichas e blocos nas gráficas, derramando tinta de caneta sobre as anotações sobre o paciente e o receituário. Os computadores têm conquistado mais espaço nos consultórios mas as fichas são armazenadas em arquivos-texto simples – isso quando o computador não está presente somente na recepção, sendo usado em agendamentos, enquanto as consultas permanecem sendo anotadas em uma folha.

Alergia a interação

Não existe um único sistema de prontuário eletrônico, existem vários. Apesar de trabalharem com os mesmos dados, a maneira com que cada um gerencia esses dados é diferente. Isso impede, por exemplo, que um consultório importe seu arquivo de prontuários criados em um sistema para um outro adquirido posteriormente. Ou seja, o consultório ficaria “refém” do primeiro sistema que contratasse devido à incompatibilidade com os outros.

Outros médicos que precisassem acessar os dados do paciente e que usam um sistema diferente também não conseguiriam este acesso pelo mesmo motivo. Ou seja: um sistema de integração de informações clínicas seria reduzido a um programa usado só pelo consultório.

Alergia à interface

Muitos programas existentes no mercado (inclusive os de prontuário eletrônico) são importantíssimos em sua função, porém difíceis e pouco intuitivos no uso. Isso acontece, muitas vezes, por causa da interface mal planejada dos mesmos. A interface é a apresentação do programa, a “cara” que ele tem. Numa interface bem planejada, o usuário encontra a informação que busca rapidamente pois a forma como cada dado está agrupado faz sentido psicologicamente para ele (por exemplo, os dados pessoais de um paciente estão em uma “tela”, as cirurgias pelas quais já passou estão em outra, as alergias que tem, etc.). Quando esse planejamento não é feito, o programa se torna difícil de usar, fazendo sentido apenas para quem o desenvolveu.

Alergia a novidades

Outro fator que dificulta o uso de prontuários eletrônicos é o próprio consultório. Se os objetivos propostos pelo sistema não forem perfeitamente compreendido pelos médicos e pelos colaboradores, ele não será utilizado adequadamente. Dados deixarão de ser inseridos, gerando prontuários incompletos que não fornecerão nada além do que já é fornecido atualmente pelas fichas e receituários em papel. Os outros profissionais procurados pelos pacientes continuarão dependendo dos detalhes que o mesmo se lembrar de relatar, já que sua ficha eletrônica estará incompleta.

Essa resistência ao uso de um novo sistema pode ser vencida através de treinamentos providenciados pela própria empresa desenvolvedora.

Fobia de vazamento de informações

É possível que quem crie dificuldade no uso do sistema seja o próprio paciente. O desconhecimento das tecnologias atuais – ou mesmo uma visão distorcida a respeito das mesmas – pode torná-lo desconfiado da segurança do sistema. Com receio de que seus dados sejam “vazados” para pessoas que não deviam acessá-los, eles evitam passar as informações solicitadas, ou pedem que elas não sejam armazenadas eletronicamente e, sim, em papel.

O sistema de prontuário eletrônico tem um brilhante futuro pela frente; porém, como visto acima, existe uma série de barreiras ainda a vencer para que ele entre em pleno funcionamento e passe a contribuir ativamente na promoção da saúde de todos.

Últimas Postagens

Apostila de Haia, qual sua importância no processo de cidadania?

No processo de cidadania, um dos passos mais importantes para que os documentos oficiais a serem entregues sejam aceitos...

Lista de Dicas de SEO para Criação de Site

Nesta semana, recebi uma ligação com um pequeno empresário que está criando seu site novo utilizando WordPress. Ele...

O Valor do Conteúdo na Hora de Criar seu Site

Acredito firmemente na preparação do conteúdo do site antes de iniciar o design gráfico, e isso se...

Infidelidade: números e estudo realizado pela BBC News

Calcular quantas pessoas já foram infiéis é um desafio, sobretudo porque os pesquisadores dependem da confissão de...

Você conhece as áreas de atuação do Detetive Particular?

O trabalho dos detetives particulares consiste, basicamente, na realização de investigações e todos os processos que são envolvidos...

Dicas para SEO Local para Médicos e Prestadores de Serviços

Abusca pelo trabalho de otimização de sites por pequenas e médias empresas locais, não para de crescer, a cada...

Leia TambémRELACIONADOS
Recomendados para Você