As fachadas dos prédios, sejam eles residenciais ou comerciais, dizem muito sobre as pessoas que os frequentam. Além de todos os cuidados de preservação das estruturas, a estética também não deve ficar em segundo plano. Assim, confira algumas considerações sobre a arquitetura predial.

Prédios residenciais pequenos

Para prédios residenciais pequenos, ou seja, de até três andares, é preciso ter em mente que o espaço é menor e que, portanto, a escolha de qualquer elemento decorativo é mais impactante e deve ser mais criteriosa. Plantas são uma opção de baixo custo que valoriza bastante as fachadas. Em prédios residenciais, os arquitetos costumam avaliar o estilo geral do bairro, isto é, mais rústico, mais moderno, mais clássico, entre outros.

Para a pintura predial, recomenda-se a utilização de cores mais claras, como bege, marfim e cinza claro, que produzem uma impressão de maiores dimensões. Esses tons mais modernos são atemporais, tornando a manutenção mais barata.

Prédios residenciais maiores

Para prédios com quatro andares ou mais, é possível escolher cores mais intensas, mas o ideal é que não sejam muito fortes, como rosa ou vermelho, que tendem a cansar a vista e a “enjoar” os moradores.

Esse tipo de prédios permite que o arquiteto “brinque” um pouco mais com a configuração geral do espaço. Varandas, por exemplo, são meios simples de colocar o prédio em evidência e deixa-lo um pouco mais sofisticado. Elas eliminam o estilo totalmente reto, mais adotado nos anos 70. O visual aberto, com várias janelas, deixa os espaços mais amplos e bem-iluminados, sendo uma tendência atual bastante vantajosa.

Prédios de luxo

Para prédios de luxo, isto é, aqueles de maiores dimensões, localizados em bairros nobres, a ousadia é a palavra-chave. Esse tipo de edificação transmite modernidade e sofisticação. Para tal, os arquitetos apostam em vidros nas varandas e nos próprios muros, substituindo a alvenaria. A vantagem do material é transmitir a sensação de espaço mais amplo e aberto, sem comprometer a segurança e a infraestrutura.

Projetos Arquitetônicos para fachadas de prédios

Os formatos também têm sido motivo de ousadia nos prédios de luxo. Brincadeiras com formas geométricas, como é o caso do cubismo, criam tendências elegantes, inovadoras e conceituais.

Prédios comerciais

Do ponto de vista arquitetônico, os edifícios comerciais tendem a ser mais rebuscados e valorizados do que os prédios residenciais. Neles, as cores mais intensas podem ser exploradas, representando a identidade visual das empresas, mas sem que sejam agressivas ao olhar.

Grandes janelas de vidro otimizam o espaço, melhoram a iluminação interna e ainda deixam o prédio com visual mais moderno. Nos mesmos moldes, o estilo espelhado também cria elegância e modernidade. Novamente, as árvores, estátuas e obras de arte são ótimas opções para valorizar o entorno do prédio. Mosaicos com pedras e pastilhas também são opções criativas, servindo melhor aos edifícios de menores dimensões.