Ginecomastia, você sabe o que é isso? Pouco conhecida, a doença assusta muito à primeira vista e precisa ser melhor explicada e entendida.

Opções de tratamento para Ginecomastia

Muita antiga, acredita-se que a ginecomastia tenha surgido ainda no antigo Egito, visto que o faraó Tutankamon e alguns de seus familiares foram retratados com mamas mais avantajadas em pinturas feitas na época.

Mas, o que é Ginecomastia?

Desenvolvimento das mamas nos homens, isso é ginecomastia, uma doença que tem como principal causa o desequilíbrio hormonal do sexo masculino, causando, desta forma, o aumento nas mamas, que adquirem aspecto feminino.

Apesar de pouco conhecida, a ginecomastia acontece em maior número do que se supõe. O que acontece, entretanto, é que muitos homens acreditam ser apenas uma “gordura no peito” e não procuram auxílio médico para realmente tratar o que está se passando.

Trazendo desconforto, causando a baixa estima e até mesmo criando sentimentos de vergonha, é essencial tratar a doença logo em seus primeiros sintomas – que, no geral, se caracterizam pelo crescimento das mamas. Quanto mais cedo o início do tratamento, mais rápidos e melhores serão os resultados.

O aumento do tecido mamário é comum na adolescência, entre os 13 e os 15 anos, entretanto, a doença pode acontecer em todas as faixas etárias, desde recém-nascidos até homens mais velhos.

No geral, a principal causa é o baixo nível de testosterona no organismo e presença elevada de estrogênio – que é um hormônio feminino.

Tratamento da Ginecomastia: Hormonal ou intervenção?

Preocupado se existe tratamento para a ginecomastia? Fique tranquilo, pois existe sim e ainda em duas opções, conforme cada caso, preferência e profissional da medicina que acompanhe o caso.

Medicamento

A primeira opção de tratamento é menos drástica e demanda um pouco mais de tempo. É o caso do tratamento hormonal, que tem como principal objetivo aumentar o nível de testosterona no organismo e diminuir o de estrogênio.

Esse tratamento demanda um pouco mais de tempo, visto que o remédio deve ser consumido regularmente por alguns dias, conforme a orientação e o estabelecimento médico, é claro.

A regressão no aumento das mamas é perceptível após algumas semanas, iniciado o tratamento. O tempo final varia muito conforme cada caso.

Cirurgia

A segunda opção de tratamento para a ginecomastia é um pouco mais delicada, pois envolve uma pequena intervenção cirúrgica.

A cirurgia é chamada de mamoplastia redutora e demora em torno de 1 a 2 horas para ser realizada. O procedimento inicia com um corte em formato de meia lua nas mamas.

Há casos em que o paciente pode apresentar uma alta concentração de gordura na região também. Para tais casos, a lipoaspiração é uma boa alternativa para retirar esse excesso.

Dependendo do caso e das circunstâncias, pode ser necessário, ainda, retirar completamente a aréola, a fim de retirar a pele flácida em volta.

A alta acontece no mesmo dia, após algumas horas da realização do procedimento, e a recuperação costuma ser rápida e bastante tranquila. São poucos os casos de complicações, mas, ainda assim, é importante seguir o resguardo indicado pelo médico. Atenha-se às orientações.

Alguns medicamentos também podem ser indicados para que não exista desconforto na região operada. É importante seguir as instruções para a medicação à risca.

Há meios de se prevenir da Ginecomastia?

Infelizmente, não há meios diretos de prevenir o quadro. É claro que existem cuidados do dia a dia que podem evitar que os homens desenvolvam a ginecomastia, entretanto, ainda existem muitos estudos em andamento a fim de validar muitas dessas dicas.

Por exemplo, diz-se que o alto e frequente consumo de carne de frango pode ser uma das causas do desenvolvimento das mamas. Neste caso, cortar tal ingrediente da alimentação – ao menos reduzindo o consumo – é uma boa alternativa.

Outro cuidado importante é não consumir nem ficar exposto ao estrogênio em excesso, visto que este é um hormônio majoritariamente feminino, que pode causar a ginecomastia.

No mais, procurar rapidamente tratamento após notar diferenças nas mamas é o meio mais eficiente de se ver livre da ginecomastia.