Uma câmara fria é um espaço para armazenagem, o qual possui as suas condições internas que permite o controle de sua refrigeração. São basicamente dois tipos de câmaras: Câmaras de Resfriados, com o objetivo de proteger os alimentos e produtos em temperaturas próximas de 0 ºC e a Câmaras de Congelados, com o objetivo de prolongar o período de estocagem dos alimentos temperaturas que podem chegar a baixo dos -18 ºC. Conheça mais sobre cada uma delas e as demais características das câmaras frias.

Como escolher/ projetar uma câmara fria

Câmara fria

Deve – se levar em consideração alguns fatores para escolher o projeto ideal de câmara fria, que são similares aos de um armazém, são elas: capacidade de armazenamento, condições para receber e despachar produtos, espaço interior ideal para o manuseio dos produtos e a necessidade de manter o interior com temperatura abaixo do exterior. Há alguns limites para a escolha e construção dos equipamentos que irão compor a câmara e como ela irá operar.

É preciso levar em consideração os custos de energia elétrica em câmaras frias, que envolve necessariamente vários aspectos. Para o sucesso na execução do projeto é preciso fazer o balanço entre a escolha dos materiais mais adequados, realizar a montagem de maneira correta e para isso é de grande importância a supervisão da operação.

O projeto

O projeto determina o objetivo principal e os objetivos secundários da câmara, bem como a definição das soluções técnicas baseadas nas condições do lugar e demais fatores econômicos envolvidos. As câmaras frias para estocagem de alimentos e produtos são operadas por empresas privadas, que estocam seus próprios produtos, ou por outras que ofereçam o serviço de estocagem. No projeto também deve ser levado em consideração o ponto de produção ou colheita, os pontos intermediários, com estocagem de longo prazo, além dos pontos de distribuição.

Classificação

Câmara fria

A classificação das câmaras frias é feita levando em consideração a preservação da qualidade dos produtos, a Atmosfera controlada para a estocagem de longo prazo de alimentos perecíveis, como frutas e vegetais; Estocagem de produtos resfriados a 0 ºC ou acima; Estocagem de produtos congelados à alta temperatura, entre -2 a -3 ºC e Estocagem de produtos que precisam de conservação em baixa temperatura, em geral variando entre -23 a -29ºC.

Plano Operacional

É preciso determinar claramente quais os serviços e características esperados da câmara, avaliando o período total e as condições ambientais predominantes no local onde será instalada. Estas informações devem constar nas especificações técnicas.Quando ela está disposta em comércio, sobretudo varejo, o responsável deve informar as condições de serviços mais severas, além dos requisitos de armazenagem: altura interna, instalação de trilhos (se houver), tipos de estantes, condições de higiene.

Se o uso for industrial, com várias câmaras frias é necessário instalar e um sistema de refrigeração centralizado. Nestes casos, será necessário o aval de um responsável técnico, que determinará um Plano Operacional preciso, em que estarão os cenários possíveis de operação. De modo a garantir o melhor dimensionamento da instalação de refrigeração. O responsável deve considerar todas as condições e não somente as mais críticas, que correspondem a capacidade máxima de armazenamento, que não irá comprometer seu funcionamento.