Muitas pessoas, ao adquirirem um novo imóvel ou ao realizarem reformas, preocupam-se bastante com a decoração do ambiente. É claro que o estilo dos móveis, as cores das paredes e os tipos de piso são aspectos importantes. Entretanto, se a iluminação dos ambientes for inadequada, ela poderá acabar com todo o projeto de decoração. Por este motivo, fique atento às dicas de projetos luminotécnicos para diferentes ambientes domésticos.

Iluminação doméstica precisa de harmonização com a decoração

Sala de estar

As salas de estar são ambientes para conversar, descansar e assistir televisão. Por este motivo, o ideal é que a iluminação nesses espaços seja mais discreta, como é o caso das lâmpadas LED dicroicas. Com um facho de luz focado e indireto, evita-se que a luz reflita na televisão e prejudique a vista.

Sala de jantar

Como neste ambiente as pessoas farão refeições, é preciso que a iluminação seja mais forte e que alcance a todos de maneira uniforme. A dica para as salas de jantar são os lustres centrais. Um lustre de cristal grande pode ser uma ótima opção, pois é eficiente e sofisticado. É preciso lembrar, no entanto, que o tipo de lustre a ser escolhido deve estar em harmonia com o estilo da mesa.

Para as mesas de vidro, recomenda-se que sejam utilizados os lustres com lâmpadas voltadas para cima, para evitar o reflexo sobre a superfície da mesa. Também é preciso atentar para que a altura entre o lustre e o tampo da mesa seja adequada.

Cozinha

Por ser um espaço destinado ao preparo de alimentos, é preciso que a iluminação seja forte e mantenha as pessoas alertas e atentas ao que estão fazendo. Para esta finalidade, as lâmpadas fluorescentes brancas são as mais indicadas, por produzirem luz mais fria. Fitas de LED também podem ser úteis.

Quarto

Os quartos, ao contrário da cozinha, são ambientes em que o conforto é prioridade. Para criar um clima mais aconchegante, as luzes quentes são as preferidas, pois produzem sensações de mais conforto. O tipo de iluminação deve ser mais suave e indireto, preferencialmente que possa ser controlado.

Banheiro

Este ambiente exige uma iluminação mais intensa, sendo recomendadas as lâmpadas fluorescentes brancas. Entretanto, assim como na televisão das salas de estar, também é preciso controlar os reflexos no espelho. A dica para solucionar esse problema é apostar em iluminações laterais indiretas.

Escritório

Assim como as cozinhas, os escritórios precisam de um tipo de iluminação que estimule a produtividade e a atenção. Dessa forma, é recomendado que sejam utilizadas lâmpadas de luz branca, mais fria. Também é preciso espalhar os pontos de iluminação para que as telas dos computadores não sofram com reflexo.

Jardins

A iluminação dos jardins tem uma função altamente decorativa, procurando dar destaque a determinados pontos, como árvores ou plantas específicas. Lâmpadas de luz focada, como as halógenas dicroicas, cumprem bem essa função e conferem charme ao espaço.

Varandas

Para as varandas, diversos tipos de iluminação podem ser utilizados. Se a varanda for exclusivamente um espaço de descanso e relaxamento, aposte em fontes de luz mais suave e indireta. Caso a varanda também inclua área de churrasqueira, é recomendada uma iluminação mais forte e focada, para que haja boa visibilidade, tanto no preparo dos alimentos quanto no momento da refeição.