Em termos de engenharia e arquitetura, a construção de prédios possui algumas especificidades. Já que se trata de empreendimentos de grande porte, muitos cuidados são requeridos na hora de conceber as estruturas e selecionar os materiais que irão compor a edificação. Assim, conheça as etapas do processo de construção de prédios.

Estudo do terreno

É essencial que seja realizado um estudo topográfico aprofundado do lote, incluindo as propriedades do solo, a capacidade de drenagem e demais características do terreno, para que seja limpo e nivelado. Estes estudos devem ser comparados com os objetivos do proprietário para verificar se o projeto é viável ou se será preciso realizar ajustes.

Fundação

Depois que o projeto foi aprovado, com base nos estudos realizados, é hora de tirá-lo do papel. A primeira etapa prática é a construção da fundação, que nada mais é do que a estrutura de ferro ou concreto sobre a qual o prédio será levantado. Há vários tipos de fundação, como a fundação rasa, que é empregada nas superfícies mais resistentes e secas, exigindo menos gastos. Outra opção são os barretes, que são mais caros, pois exigem equipamentos específicos, sendo empregados na construção de prédios com mais de 20 andares. O tipo de solo é determinante na escolha do tipo de fundação.

Etapas da construção de prédios

Alvenaria

Depois que a estrutura foi preparada com segurança, devem ser levantadas as paredes que constituirão os ambientes e corredores. A escolha dos materiais deve levar em consideração a segurança, a vedação e a criação de isolamentos térmicos e acústicos. Tijolos e blocos de concreto são as principais matérias-primas desta etapa.

Estrutura geral

Além das paredes, outros itens estruturais devem ser construídos, como os forros, coberturas e telhados, que geralmente consistem em lajes ou estruturas em madeira. Além deles, também é preciso instalar as esquadrias, ou seja, portas, janelas, basculantes e outros itens de arremate. As esquadrias podem ser concebidas em materiais como madeira, metal ou plástico. A eletricidade e os sistemas hidráulicos do prédio devem ser instalados nesta fase.

Aplicações estéticas

Por último, mas não menos importante, é preciso conceber os acabamentos do projeto. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, essa fase não consiste apenas nos projetos decorativos, mas também nos revestimentos que irão conservar a estrutura do prédio em segurança.

Nessa fase, há uma diversidade enorme de caminhos a seguir e materiais a utilizar, como gesso, pastilhas, azulejos, porcelanatos, cerâmicas, carpetes, pisos, entre outros. É preciso investir em um bom projeto de pintura predial, pensando com cuidado nas tintas, vernizes, vidros e detalhes.

Considerações finais

Após a execução de toda a obra, é preciso colocar o prédio para funcionar, o que inclui a ativação da eletricidade e dos sistemas hidráulicos. Com a documentação em ordem, o prédio já estará pronto para receber moradores (ou empresas, em caso de prédios comerciais).