Quem mora em imóvel alugado sabe como é a rotina: de vez em quando, é preciso mudar de lugar (os motivos são vários: novo emprego, vestibular, dor de cotovelo… rsrsrs) e esse processo não pode ser rápido. É preciso tempo disponível para encontrar uma nova moradia que esteja de acordo com nossas necessidades daquele momento – e também, que esteja dentro de nossas possibilidades financeiras.

Na busca pelo imóvel ideal, vasculhamos as opções de inúmeras imobiliárias e anúncios em classificados – e também, frequentemente ouvimos sugestões de amigos e parentes: “ah, tem uma casa em tal lugar!” ou “um amigo meu mora lá em X e vai se mudar no mês que vem”. Receber essas informações é bom, mesmo que pareça um mero pitaco, porque muitas vezes é uma boa dica. Amigos e parentes não indicariam um lugar ruim – bom, pelo menos não deveriam! – e costumam conhecer o imóvel por dentro, por isso já podem nos adiantar com bastante precisão sobre suas características. Mas independente de tantos endereços pesquisados e sugeridos, uma forma interessante de proceder é: sempre ensaiar a mudança, para garantir que não vai precisar usar um guarda móveis depois.

Como assim, “ensaiar a mudança”?

Medir-os-cômodos-da-casa-nova-previamente-pode-ser-essencial-para-o-resultado-final.Ensaiar a mudança é o seguinte: quando você for visitar um imóvel que pareceu interessante, leve sempre com você uma trena para medir os cômodos. Não precisa detalhar muito, apenas a largura e o comprimento deles. Anote tudo direitinho e leve para casa para então fazer o ensaio, que nada mais é do que comparar com as medidas dos seus móveis.

Por que fazer isso? Porque assim você terá como saber se seus móveis e objetos pessoais caberão naquele novo endereço. Muitas vezes, ficamos encantados com um imóvel mas, quando tiramos estas medidas, percebemos que um determinado cômodo não era assim tão grande como pensávamos, ou então possui obstáculos que vão impedir uma boa organização dos móveis dentro dele (por exemplo, quartos com janelas muito grandes e em mais de uma parede podem dificultar a instalação de um armário).

Um jeito bacana de realizar esse ensaio é desenhar os cômodos que você mediu em uma folha (se possível, em escala) e então desenhar os móveis que você pretende colocar ali dentro. Às vezes, o quarto que você achava que era pequeno demais vai comportar perfeitamente todos os móveis destinados a ele – e às vezes, você vai descobrir que não, que na verdade ele é menor do que parece. Lembrando que, além dos móveis, tem que caber os moradores, hein? E com algum conforto de espaço livre, porque não há qualidade de vida num imóvel onde todos se trombam o tempo inteiro.

Depois de ensaiado…

depois-disso-só-falta-se-organizar-e-mudar.Aí sim: hora de separar numa lista os imóveis que você visitou, ensaiou e que tudo coube perfeitamente nele. Agora você tem em mãos todos os endereços onde sua mudança caberá direitinho, caso se mude para lá. Resta só escolher o que atenderá melhor suas necessidades: fica perto do seu trabalho / escola / universidade? O mercado local é suficiente (mercado, farmácia, pet shop, etc.)? É um local seguro? Nessa fase, sua atenção a esses detalhes será de fundamental importância, mas uma tranquilidade você já tem: seja lá pra onde você for, tudo o que você tem caberá tranquilamente. Bacana, não é?