Vender roupas pode ser uma tarefa interessante, mas que requer alguns cuidados. Os consumidores, de forma geral, estão cada vez mais bem-informados e exigentes acerca do mercado que os cerca. Alguns chegam às lojas sabendo bem o que querem. Outros, por sua vez, passam os olhos pelas vitrines e araras de roupas na expectativa de serem surpreendidos por algo bonito e compatível com seus estilos. Diante desses perfis, é sempre bom ficar de olho em dicas e novidades que surgem no mercado para adquirir e fidelizar clientes. Confira:

Conheça bem o seu público-alvo

Você vende para homens da classe A? Mulheres de classe B? Crianças da classe C? Para essa galera toda, em uma loja dividida em setores? Em qualquer caso, é preciso pesquisar quem frequenta sua loja para que os produtos estejam sempre satisfazendo seus gostos e preferências e que haja identificação entre clientes e marcas. No momento em que o cliente chegar à loja, comece a analisar seu comportamento e seu estilo, assim você saberá como abordá-lo e quais perguntas fazer. A equipe de vendas deve estar bem treinada para ouvir o cliente e, com base no que ele disser, oferecer sugestões de compras.

Dicas para vender roupas

Abordagem Confiante

Não faça perguntas muito abertas, o que pode demonstrar um certo desinteresse. Ofereça ajuda e escute o cliente. Posteriormente, elabora perguntas mais específicas, sobre quais peças despertam-lhe o interesse, cores de preferência, tamanhos, estampas, estilos, faixas de preço, entre outros. Uma dica interessante é analisar o que o cliente está vestindo no momento, isso pode ajudar a dar algumas noções de estilo aos vendedores.

Crie relacionamento

Mais do que apenas promover uma venda, é interessante criar vínculos com os clientes para promover fidelização. Novos ou antigos, todos os clientes devem ser impactados pelas divulgações de sua loja, seja por materiais impressos, mensagens de texto, visita ao website, redes sociais, blogs, entre outros. Quanto mais você conhecer o seu cliente, mais você poderá lhe oferecer conteúdo relevante e personalizado, como novidades pelas quais ele possa se interessar. Quando os clientes são lembrados, isso faz com que eles se sintam especiais, o que é ótimo para sua loja, que será lembrada com carinho.

Facilidades

Em qualquer estratégia, é sempre bom ter o plano A, plano B, plano C… Assim, é interessante negociar com os clientes, oferecendo diferentes possibilidades de compra para que ele saia da loja com a sensação de “fiz um bom negócio”. Descontos, parcelamentos e cartões-fidelidade são boas opções. Além disso, outra ferramenta que pode auxiliar no processo de persuasão é o aspecto visual da loja. Um ambiente limpo, bem organizado e bem decorado faz com que os clientes se sintam confortáveis. As vitrines são ótimos instrumentos para esse fim, já que também dão dicas de opções de combinações de peças, além de serem meios para a divulgação de lançamentos.

Algo a mais

Quem não gosta de um mimo de vez em quando, não é mesmo? Conquiste clientes oferecendo-lhes um “presente”; algo vai além daquilo que ele comprou. Pode ser um brinde, um acessório, um folheto com dicas, enfim, use e abuse da criatividade. Pode parecer pouco, mas uma atitude como essa torna-se um diferencial competitivo, ou seja, aquilo que faz o cliente comprar a marca X e não a marca Y.