A origem da palavra deck está nos decks de navios, que são áreas externas em que o piso é geralmente constituído por tábuas de madeira. Essas áreas normalmente são ambientes de lazer e relaxamento, com mesas e cadeiras confortáveis, além de piscinas. Esse espaço dos navios tornou-se uma inspiração para a arquitetura e decoração doméstica, levando o deck de madeira para as casas.

Tipos

Deck tradicional

Os decks são geralmente instalados em ambientes externos, como áreas de piscina e churrasqueira, embora também tenham aplicações internas. As espécies mais apropriadas para esse projeto são o Ipê, o Jatobá e a Itaúba. Para a instalação do deck tradicional, recomenda-se a contratação de um profissional para que tudo seja montado de forma adequada.

Deck modular

Um tipo mais prático de deck é o deck modular, que é constituído por uma estrutura em borracha que permite os encaixes das tábuas de madeira no modelo macho-fêmea. Nesse modelo, a instalação é mais simples, pois não é preciso pregar a madeira para fixá-la. Com custos mais baixos, recomenda-se que esse tipo de deck seja aplicado em ambientes externos, sendo necessária a impermeabilização das peças, já que estarão expostas ao calor e à umidade.

Decks de madeira: a natureza em sua casa

Instalação

Em projetos mais ousados, em áreas maiores, recomenda-se a contratação de profissionais. Se você desejar instalar o deck por conta própria, no entanto, o primeiro passo é calcular a área e verificar quantas tábuas de madeira serão necessárias. Elas são geralmente comercializadas em tamanhos fixos, mas você pode contar com os serviços de um marceneiro para customizar as ripas para o seu projeto.

Em geral, recomenda-se a concretização do chão para instalação do deck, que deve ficar um pouco acima do solo, criando espaço para o fluxo de água. Com um lápis, faça marcações para os locais em que as tábuas serão aplicadas. Para pregar as ripas, são recomendados os pregos de inox sem cabeça.

Manutenção

Para impermeabilizar a madeira, recomenda-se a aplicação de verniz ou stain. O stain é absorvido pela madeira, exigindo menos cuidado de manutenção ao ser reaplicado. O verniz, por sua vez, precisa ser reaplicado de tempos em tempos e é preciso lixar a madeira antes de realizar o procedimento. Cuidado para não aplicar o produto em excesso, pois ele pode deixar as peças com aspecto amarelado.

Decoração

Embora sejam mais aplicados no solo de espaços externos, os decks de madeira também podem criar ambientes modernos e sofisticados quando utilizados internamente, inclusive nas paredes, constituindo painéis e até mesmo jardins verticais. Eles ocupam espaços reduzidos e são fáceis de cuidar. Os decks também podem ser utilizados em salas de televisão, lavabos e armários.

Plantas e vasos combinam muito com a madeira e criam um “pedacinho da natureza” em sua própria residência. Outra dia interessante é o cavaco, que são pedaços de madeira seca (tratada contra fungos) que podem complementar o projeto de decoração do ambiente, dentro ou fora dos vasos.