A iluminação de um ambiente consiste na correta utilização de diferentes fontes de luz (lustres, arandelas, luminárias, entre outros) para que a visualização do espaço seja clara e nítida. É necessário ressaltar, no entanto, que um projeto de iluminação deve ser pensado de forma equilibrada, a ponto de não deixar o ambiente obscuro, mas também sem “estourar” a luz no ambiente (ofuscamento), cansando a vista das pessoas e podendo, inclusive, causar acidentes.

Em nada adianta comprar um lustre de cristal belíssimo se ele está aplicado de forma ineficaz no ambiente. A iluminação tem o poder (e o dever) de estimular nas pessoas sensações determinadas. Cada tipo de iluminação está associado a uma sensação diferente.

Como obter conforto visual por meio da iluminação?

Como reduzir o ofuscamento?

Devemos adquirir lâmpadas e luminárias que reproduzam adequadamente as cores desejadas. Elas devem ser instaladas de modo que não haja ofuscamento direto ou indireto. Para evitar esse problema, recomenda-se a utilização de diversos pontos de luz, ao invés de um foco único. Não posicione a fonte de luz na linha de visão das pessoas e evite superfícies refletoras.

Uma dica interessante é optar por luminárias com barreiras (acabamento opaco ou semitransparente), como plafons foscos, ou lustres com efeito de iluminação indireta. Luminárias direcionáveis, como pendentes e spots, podem valorizar determinados objetos ou paredes sem causar ofuscamento.

Fique atento às cores das lâmpadas

É preciso escolher cores de lâmpadas adequadas aos ambientes em que serão instaladas. Cores diferentes causam sensações diferentes nas pessoas. Em alguns ambientes, diferentes cores de lâmpadas utilizadas simultaneamente podem criar uma atmosfera ideal.

  • Lâmpadas de cor branca estão mais associadas à produtividade, pois deixam as pessoas mais despertas. Desta forma, são comumente utilizadas em locais de trabalho e estabelecimentos comerciais e industriais.
  • Lâmpadas de cor amarela transmitem uma sensação de “calor” e aconchego, sendo mais aplicadas em locais de lazer e descanso, como quartos e salas.

Fique atento às cores dos ambientes

As cores dos ambientes também interferem no projeto de iluminação. Mesmo que as lâmpadas e luminárias estejam adequadas, alguns cuidados no local precisam ser tomados para manter a harmonia. Cores claras refletem luz, enquanto cores escuras absorvem-na. Superfícies lisas refletem mais a luz (podendo, inclusive, causar ofuscamento) do que as superfícies rugosas. Espelhos também causam reflexão total da luz do ambiente, portanto, sua utilização requer cuidado.

Concluindo

A palavra-chave da iluminação de ambientes é equilíbrio. Pense bem nos efeitos que você deseja criar e nas consequentes sensações para as pessoas que frequentarão os locais. A partir da combinação entre as cores do ambiente, as cores das lâmpadas e os tipos de luminárias, é possível chegar a um resultado favorável.